top of page

Carta aberta ao surdo oralizado(a)

Atualizado: 13 de jun. de 2023




Convenceram você que a sua deficiência é insignificante porque você sabe falar e consegue se comunicar com ouvintes.


Te convenceram que você não precisa de nada, porque você é totalmente capaz se adapta.

Te convenceram, que quando você pede qualquer adaptação ou acessibilidade, é porque está querendo demais e que suas necessidades incomodam os outros.


Te convenceram que quando você reclama de grosserias, má vontade alheia ou maus tratos, você está se vitimizando.


Te convenceram que você é um caso único e por isso, é especial. E que seu esforço deve ser unicamente para divulgar outras necessidades e não as suas, porque você foi privilegiado por falar e saber português fluente.


Te convenceram que a tecnologia que você usa é motivo de vergonha, que você deveria escondê-la.


Que a sua voz é feia quando tem sotaque e que deveria se esforçar o máximo para ele desaparecer.


Te convenceram que a surdez faz parte da sua vida porque "lá no fundo você não quer ouvir ninguém", como se seu infortúnio fosse sua culpa, não uma fatalidade como outras tantas.


Te convenceram que você não deveria lutar pelos seus direitos, porque a sua existência atrapalha a luta de outros que julgam precisar mais que você. Então fique quieto, fingindo que não existe.


Mas, queria te dizer algo: desapegue-se de tudo que te convenceram. Aceite a realidade como ela é, você tem uma deficiência real, precisa de respeito, acessibilidade e inclusão.


Você faz parte de um grupo grande que há muito tempo é silenciado. Ser surdo oralizado não é um privilégio, é apenas parte da sua identidade.


E que nem por isso desobriga a sociedade a te oferecer as ferramentas de acessibilidade e a inclusão que você precisa e merece.


Lute pelos seus direitos!


Não atrapalha a luta de ninguém você ter acesso ao que você precisa. Na verdade, favorece pelo menos duas pessoas: Eu e você.


Então, vamos juntos.


Por Lak Lobato.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page